Jornal do Commercio

Ilha do Retiro

Sport goleia e deixa a zona de rebaixamento

Leão faz 5x1 na Chapecoense e pula para a 16ª posição

Carlyle Paes Barreto
carlyle@jc.com.br

Publicado em

Jogadores comemoram o primeiro gol marcado por Rodney Wallace dançando
Jogadores comemoram o primeiro gol marcado por Rodney Wallace dançando
Diego Nigro/JC Imagem

O Sport venceu seu segundo jogo seguido na Ilha do Retiro, ao bater a Chapecoense por 5x1, na noite deste domingo (26), deixando a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com a goleada, o Leão foi a 12 pontos e melhorou seu saldo de gols, pulando de cinco negativo para apenas um, chegando à 16ª posição e ultrapassando Coritiba e Botafogo, além do arquirrival Santa Cruz. Com a derrota, a equipe catarinense cai para 11º, com 15 pontos ganhos.

O Leão foi melhor desde o início. Tocando bola com velocidade e explorando as laterais do campo. Logo aos 5, Everton Felipe invadiu a área com perigo. Dois minutos depois, Diego Souza tabelou com Samuel Xavier e, de primeira, chutou raspando à trave. Aos 9, saiu o primeiro gol. Diego lançou Rodney Wallace, que foi à linha de fundo e cruzou. A bola fez curva e entrou, após bater na trave.

Em desvantagem, a Chapecoense passou a sair um pouco mais para o jogo. Equilibrando a posse de bola, mas deixando espaço para os contra-ataques. Num deles, Gabriel Xavier avançou a arriscou de longa distância. O goleiro Danilo defendeu. Depois, aos 27, Rithely deixou Diego Souza na cara do gol. Mas o camisa 87 não teve velocidade e foi interceptado.

A única descida perigosa dos catarinenses foi aos 30, quando Silvinho antecipou-se a Samuel Xavier e foi puxado pelo calção. Pênalti não marcado pelo paraense Dewson Freitas.

Na segunda etapa, a Chapecoense empatou logo aos 50 segundos. Ananias, que acabara de entrar na equipe, recebeu passe nas costas de Durval e tocou na saída de Magrão.

Mas a reação rubro-negra não tardou. Na primeira cobrança de escanteio bem executada por Gabriel Xavier, aos 8 minutos, Rithely subiu mais que toda defesa rival e cabeceou sem chances para o goleiro Danilo. Três minutos depois, um contra-ataque mortal, Mancha acionou Gabriel Xavier, que esperou a passagem de Rodney Wallace. O costarriquenho, em noite inspirada, chutou cruzado. Danilo defendeu, a bola bateu no zagueiro em Marcelo e entrou. Terceiro gol leonino.


O quarto foi o mais bonito de todos. Em nova subida em velocidade, Samuel Xavier tabelou com Edmílson e cruzou. Diego Souza, de voleio, fez explodir a arquibancada.

A partir daí foi só festa. O Sport tocando bola com tranquilidade e a Chapecoense abatida. Sem poder de reação. Abrindo espaço para o técnico Oswaldo de Oliveira promover a estreia de Rogério, que entrou na vaga de Edmílson. Antes de sair, por pouco o atacante não faz o quinto, chutando de fora da área.

Mas ele veio aos 32, com Ronaldo, que acabara de entrar no lugar de Mancha. Ele recebeu de Rogério e chutou forte, de fora da área, no canto.

Ficha do jogo

Sport

Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Rodrigo Mancha (Ronaldo) e Gabriel Xavier; Diego Souza (Clayton), Everton Felipe e Edmílson (Rogério). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Chapecoense

Danilo; Gimenez, Marcelo, Willian e Claudio Winck; Josimar, Cleber Santana, Artur Maia (Artur Maia) e Lucas Gomes(Ananias); Silvinho e Bruno Rangel. Técnico: Emerson Criz.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Dewson de Freitas (PA). Assistentes: Ivan Carlos (PR) e Luciano Roggenbaun (PR). Gols: Rodney Wallace, aos 9 minutos do 1º tempo, Ananias, aos 50 segundos, Rithely, aos 8, Rodney, aos 10, Diego Souza, aos 18, e Ronaldo, aos 32 do 2º. Renda: R$ 125.290. Público: 8.743. Cartões amarelos: Rodrigo Mancha, Gabriel Xavier, Diego Souza, Lucas Gomes.



MAIS LIDAS

Quer receber notícias pelo whatsapp?