Jornal do Commercio

INVESTIGAÇÃO

Aécio Neves, Michel Temer e ministro do STF agiam juntos para barrar avanço da Lava Jato

O documento aponta que em conversa com o empresário Joesley Batista, o senador tucano revelou a tratativa de um esquema para direcionar os delegados

JC Online

Publicado em

Aécio tratou de esquema para direcionar delegados junto com o Presidente da República
Aécio tratou de esquema para direcionar delegados junto com o Presidente da República
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Segundo inquérito aberto no Supremo Tribunal Federal (STF), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tentou, junto com o presidente Michel Temer e o ex-ministro da Justiça e atual ministro do STF Alexandre de Moraes, parar a Lava Jato. O documento aponta que, em conversa com o empresário Joesley Batista, o senador tucano revelou a tratativa de um esquema para direcionar os delegados e paralisar o avanço da operação.

"O que vai acontecer agora, vai vir inquérito sobre uma porrada de gente, caralho, eles aqui são tão bunda mole, que eles não notaram o cara que vai distribuir os inquéritos para os delegados, você tem lá, sei lá, tem dois mil delegados na Polícia Federal, ai tem que escolher dez caras. O do Moreira (Ministro de Temer, o que interessa a ele, sei lá, vai pro João, o do Aécio vai pro Zé. O outro filho da puta vai pro, foda-se, vai pro Marculino, nem isso conseguiram terminar, eu, o Alexandre e o Michel", teria dito Aécio segundo o documento.

publicidade

A tentativa de barrar a Operação Lava Jato não foi levada até o fim, conforme informações do inquérito.

Leia trecho da conversa a partir da página 12 do documento:

Inquérito temer de Jornal do Commercio

LEIA TAMBÉM


MAIS LIDAS