Jornal do Commercio

RIO DE JANEIRO

Mulher de Sérgio Cabral é liberada de penitenciária

A Justiça Federal havia emitido um mandado de prisão contra Adriana Ancelmo, em dezembro, por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

JC Online

Publicado em

Ancelmo agora cumprirá prisão domiciliar
Ancelmo agora cumprirá prisão domiciliar
Foto: Reprodução/ Governo do Rio

O juiz Marcelo Bretas determinou, na tarde desta sexta-feira (17), a libertação de Adriana Ancelmo da cadeia. A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro havia sido condenada junto com o marido após investigação por suspeita de praticar lavagem de dinheiro, no âmbito da Lava Jato.


A Justiça Federal havia emitido um mandado de prisão contra Adriana Ancelmo, em dezembro, por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, no Rio de Janeiro. A prisão aconteceu 19 dias após a reclusão de Sérgio Cabral.

publicidade

Ancelmo agora cumprirá prisão domiciliar, por conta dos filhos menores, segundo atesta a decisão judicial e informa o Blog de Lauro Jardim. A publicação ainda dá conta de que o juiz proibiu que tivesse qualquer celular, telefone ou internet no apartamento em que Adriana ficará presa.

Audiência

A decisão aconteceu na mesma audiência, realizada hoje, em que uma diretora da H Stern afirmou que Adriana comprou várias jóias, dentre elas um brinco de R$ 1,8 milhão.

LEIA TAMBÉM


MAIS LIDAS