Jornal do Commercio

Paris

Estado Islâmico assume responsabilidade por ataque em Paris

Antes do Estado Islâmico reivindicar autoria do ataque, Hollande afirmou que as pistas do tiroteio em Paris apontavam para um ato terrorista

Estadão Conteúdo

Publicado em

Tiroteio deixou um policial morto e ao menos dois gravemente feridos
Tiroteio deixou um policial morto e ao menos dois gravemente feridos
Franck Fife/AFP

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do tiroteio que ocorreu em Paris e que deixou um policial morto e ao menos dois gravemente feridos. Em um comunicado emitido pela sua agência de notícias, a Amaq, o grupo disse que o ataque foi provocado por Abu Yusuf al-Beljilki.

Pouco antes do Estado Islâmico assumir a responsabilidade, o presidente da França, François Hollande, disse que estava convencido de que as circunstâncias do tiroteio em Paris apontavam para um ato terrorista. O mesmo foi comentado antes pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

publicidade

Autor do atentado teria sido morto após abrir fogo contra os policiais

Sob condição de anonimato, dois policiais afirmaram que o suspeito matou um policial e feriu outros dois. Ele, no entanto, foi morto a tiros após abrir fogo contra uma viatura policial.

O porta-voz do Ministério do Interior francês, Pierre-Henry Brandet, disse que nenhum turista ou pedestre foi ferido durante o ataque na noite desta quinta-feira. Brandet se recusou a dar qualquer detalhe específico sobre o possível histórico criminal do suspeito. Segundo ele, Belkilki estava armado com uma arma de fogo automática, semelhante a uma "arma de guerra".

ultimos-ataques-franca

  •  - Foto: AFP
    - Foto: AFP
  •  - Foto: AFP
    - Foto: AFP
  •  - Foto: AFP
    - Foto: AFP
  •  - Foto: AFP
    - Foto: AFP
  •  - Foto: AFP
    - Foto: AFP
  •  - Foto: AFP
    - Foto: AFP

LEIA TAMBÉM


MAIS LIDAS