Jornal do Commercio

TURISMO

Novos voos internacionais podem chegar ao Aeroporto do Recife

Secretário estadual de Turismo, Felipe Carreras, fala dos novos voos que podem chegar ao Recife

Da Editoria de Economia

Publicado em

Secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, diz que o Recife poderá receber mais voos diretos para Paris, Bogotá e Madri
Secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, diz que o Recife poderá receber mais voos diretos para Paris, Bogotá e Madri
Foto: Lu Streitors/Divulgação

O secretário estadual de Turismo, Esportes e Lazer, Felipe Carreras, afirmou, ontem, em entrevista a TV JC, que estão sendo feitas articulações para que o Estado tenha mais voos diretos para destinos novos como Madri (Espanha), Paris (França) e Bogotá (Colômbia). Em maio, o Estado vai passar a ter mais uma frequência para a Argentina. “O país é o maior emissor de turistas para o Brasil”, disse. Ele também citou que, a partir de junho, o voo que liga Recife a Lisboa, pela TAP, sairá da capital pernambucana sete vezes por semana. Atualmente, esse voo tem seis saídas semanais do Recife. Carreras falou aos jornalistas do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação Jamildo Melo e Saulo Moreira.

Segundo ele, esses voos internacionais trazem impacto em 52 setores da economia local, beneficiando os donos de pousada, taxistas, comerciantes de artesanato, entre outros. “No ano passado, cerca de 20 mil portugueses visitaram Pernambuco. Eles deixaram aproximadamente R$ 35 milhões em Pernambuco”, explica.
<

A empresa interessada em implantar o voo para Madri é a Air Europa que tem sede em Palma de Mallorca, na Espanha. Já o voo para Paris está sendo articulado com a Air France que teve durante muitos anos um voo ligando Recife à capital francesa. Para Bogotá, a articulação é com a Avianca.

publicidade

Já com relação ao Hub da Latam, o secretário revelou que não há previsão da retomada desse projeto que foi impactado pela atual crise econômica. Esse empreendimento concentraria voos e cargas no Recife. A Latam é a fusão entre a chilena LAN e a aérea brasileira TAM.

A futura privatização do Aeroporto Internacional do Recife foi discutida durante a entrevista. No dia 16 de março último, o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, chegou a dizer que a estatal venderia 49% do controle do aeroporto local a um parceiro privado. Cinco dias depois, o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, anunciou que o equipamento estaria na lista dos próximos aeroportos a serem totalmente privatizados. Ao ser questionado sobre qual seria a melhor opção, o secretário respondeu que a Infraero tem dado resultado apresentando um aeroporto de qualidade, fazendo parcerias com as companhias aéreas.

AUMENTO

Mesmo com a crise, a movimentação de passageiros no Aeroporto do Recife cresceu 1,6%. Passaram pelo terminal 6,8 milhões de visitantes em 2016 contra os 6,7 milhões de 2015. Na mesma comparação, houve um incremento de 8,15% no total de turistas estrangeiros.

Assista a entrevista na íntegra.

LEIA TAMBÉM


MAIS LIDAS