Jornal do Commercio

ZONA DA MATA

Professora morre após se assustar com bomba junina jogada por aluno

O artefato teria sido lançado por um jovem de 16 anos no pátio da escola onde ela estava, em Carpina. A mulher foi socorrida e morreu no HR, no Recife

JC Online
Com informações da Rádio Jornal

Publicado em

Irmã afirmou que professora teve um aneurisma cerebral. Ela morreu na manhã da quinta (18)
Irmã afirmou que professora teve um aneurisma cerebral. Ela morreu na manhã da quinta (18)
Foto: Reprodução/Facebook

Morreu nessa quinta-feira (18), uma professora que estava internada no Hospital da Restauração, na área central do Recife, desde a terça-feira (16), após se assustar com a explosão de uma bomba de São João. O incidente aconteceu na Escola Municipal São Joaquim, na comunidade de Caraúba Torta, em Carpina, na Zona da Mata Norte do Estado. O artefato teria sido lançado por um adolescente de 16 anos, no momento em que o ônibus que ele estava passou na frente do colégio.

O jovem jogou a bomba em direção aos alunos que estavam no pátio da escola. A professora Josefa Jaqueline Silva, 40, tentou proteger uma aluna de 5. Com o impacto da explosão, ela passou mal e foi levada em estado grave para a Unidade Mista de Saúde de Carpina. Na noite da terça (16), a mulher foi transferida para o Hospital da Restauração, na área central do Recife, onde morreu na manhã da quinta-feira (18).

Aneurisma

De acordo com a irmã de Josefa, a professora sofreu uma alteração da pressão arterial e em consequência teve um aneurisma cerebral.

publicidade

Secretaria de Educação lamenta morte

A Secretaria Municipal de Educação de Carpina divulgou nota lamentando a morte da professora da Educação Infantil Pré II.  “Sua competência e amor pela profissão serão exemplo para todos nós. Jaqueline estará sempre em nossas lembranças, guardada com carinho em nossos corações”, declarou a Secretaria Municipal de Educação.

O velório da professora acontece na casa da mãe dela e o sepultamento será no Cemitério de São Sebastião, em Carpina, nesta sexta- feira (19). A ocorrência foi registrada no Conselho Tutelar e na Delegacia de Carpina.

LEIA TAMBÉM


MAIS LIDAS